Translate

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Transitório


Transitórios

Este distúrbio se assemelha muito com o ruído, com um detalhe que é a particularidade que faz a distinção. Em ambos os casos há uma senóide, ou seja, não há distorção na formação da onda senoidal. As amplitudes positivas e negativas são espelhadas, porém existe uma distorção na continuidade da linha que formam a senóide.
No caso do ruído esta distorção é contínua por vários ciclos. Já o transitório tem uma distorção parecida, porém, com intervalo de ocorrência que pode ser menor que meio ciclo.
Existem dois tipos de transitório; este fenômeno pode ser impulsivo ou oscilatório. Alguns especialistas preferem o nome de transientes. Abaixo serão explorados ambos, de forma independente.


Transitório Impulsivo


Normalmente causados por descargas atmosféricas tem como característica o impulso em uma senóide que pode variar em tempo de duração e amplitude. No que diz respeito à amplitude, esta pode ser de qualquer valor, no entanto a duração do evento de ficar entre 5ns e 1ms. Se tivermos um ganho na amplitude, logicamente tem-se um aumento no valor da tensão podendo chegar à ordem KV mesmo em circuitos de baixa tensão.

Transitório Oscilatório


Em geral tem sua origem pela manobra de cargas expressivas dentro da planta, sendo estas de baixa, média ou alta tensão. Os maiores causadores deste fenômeno é a comutação de banco de capacitores e grandes indutores. Para compreender melhor o efeito é só imaginar uma tubulação de água com dez metros de altura e diâmetro de duas polegadas acoplado em um reservatório de vinte mil litros, uma válvula bloqueia o fluxo contínuo de água, porém ao ser acionada permite a passagem do fluído por vinte e cinco segundos e de uma só vez faz o estancamento. A reação é vibração brusca da tubulação fazendo um estrondo.
Basicamente é isto que ocorre, o fechamento ou abertura de chave ou disjuntores com corrente elevada causa forte vibração da senóide, que também sofre alteração na amplitude, criando um aumento na tensão, que pode chegar a quatro vezes o valor da tensão nominal. Para classificar este distúrbio podemos adotar dois parâmetros, sendo a freqüência de instabilidade entre 5 e 500 HZ com o período de duração de 5us a 50ms.
   Aqui se finda a apresentação dos distúrbios encontrados na energia elétrica que podem prejudicar o funcionamento de toda a área fabril. Em alguns ramos de atividades não sofrem com esse tipo de situação, porém apresentam uma grande possibilidade de incomodar o sistema de distribuição de energia, que afeta a outras empresas, e em alguns casos clientes residenciais do grupo B de faturamento.
   A maioria destes distúrbios, não possuem taxação como medida corretiva, mas o assunto comum e que pode surpreender mais cedo ou mais tarde, até por que, ele está mais presente no nosso dia a dia. No geral todas as medidas de monitoração e controle destes eventos são demasiadamente caras. Em média, um medidor de grandezas elétricas com especificações técnicas para capturar estas ocorrências tem o seu custo aproximado de um carro popular completo de série, com mais trinta por cento deste valor para adquirir um supervisório dedicado.





FONTE:

FACULDADE SENAI DE TECNOLOGIA MECATRÔNICA
PÓS-GRADUAÇÃO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL
MONOGRÁFIA - GESTÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NA INDÚSTRIA
SÃO CAETANO DO SUL - 2012