Translate

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Antena de ganho

Calculo para dimencionar o comprimento do cabo para instalação de antena.



Para calcularmos o comprimento de um cabo coaxial que ligará o rádio com a antena devemos saber o seguinte:

Fator de encurtamento do cabo.


Este fator corresponde a um número, sempre menor do que 1, e que varia de acordo com as características do cabo.


Para o cabo RG58, este fator é igual a 0,66 (0,657).


Este fator será igual para todos os cabos coaxiais de 50 Ohms.


Para cabos coaxiais celulares, como o RGC58, este fator é de 0,8.


Todos os cabos coaxiais celulares de 50 Ohms terão este fator de

encurtamento.

- Freqüência que estamos transmitindo.


No caso de PX a freqüência é próxima a 27 MHz, o ideal seja que você use uma freqüência que corresponda ao meio da faixa de PX.


Velocidade da luz 300 milhões de Km por segundo (300.000.000).


Com estes valores em mãos podemos calcular o comprimento do cabo da seguinte forma:


Pegamos a velocidade da luz e dividimos pela freqüência :

300.000.000/27.000.000 que é igual a 300/27.
Pegamos este valor e dividimos por quatro:
(300/27)/4

Agora pegamos este valor e multiplicamos pelo fator de encurtamento:

[(300/27)/4] x 0.66 (se o cabo for RG58)

Temos agora o comprimento de um cabo, caso este tamanho seja curto basta multiplicarmos este valor por números ímpares até encontramos um valor que seja o suficiente para conectar o rádio com a antena.

{[(300/27)/4] x 0,66} x números ímpares

Este procedimento é utilizado por muitos operadores de rádio para melhorar o casamento de impedâncias e, conseqüentemente, reduzir as ondas estacionárias.








Segue abaixo a relação de operadoras e freqüência de comunicação RX e TX utilizadas:
Hoje no Brasil, temos diversas operadoras de Telefonia Móvel. Cada uma trabalha com uma frequência diferente ou podem possuir a mesma frequência. Ao olhar um Celular é muito importante observar suas frequências de trabalho, ou seja, Dual Band, Tri-Band, Tetra-Band. Estas frequências é que vão identificar em qual operadora seu celular poderá funcionar.
A tabela a seguir especifica as freqüências das operadoras para GSM/GPRS/EDGE:
Operadora
Freqüência GSM/GPRS/EDGE
Amazônia Celular
900/1800Mhz
BrasilTelecom (Oi)
1800Mhz
Claro
1800Mhz
CTBC
900/1800Mhz
Oi
1800Mhz
Sercomtel
900/1800Mhz
Telemig (Vivo)
900/1800Mhz
Tim
1800Mhz
TNL Pcs
1800Mhz
Unicel
1800Mhz
Vivo
850Mhz
Embora a tecnologia 3G já exista no Brasil há alguns anos através da operadora Vivo (EVDO 3G), ela está chegando apenas agora nos celulares GSM através do padrão HSDPA 3G. Este padrão não utiliza a infra-estrutura da rede GSM/GPRS/EDGE e necessita de aparelhos de transmissão e operação específicos para o funcionamento mesmo.
Assim como ocorre com o GSM/GPRS/EDGE os aparelhos com suporte HSDPA operam em faixas freqüências especificas (determinadas pelas suas configurações e componentes) que deve ser compatível com as faixas de freqüência da operadora.
Operadoras como Claro e TIM que migraram seus clientes da antiga tecnologia analógica TDMA (850Mhz) para a GSM (900Mhz e 1800Mhz), estão implantando suas redes HSDPA 3G nesta freqüência (850Mhz), à exemplo da operadora norte-americana Cingular.
Operadora
Freqüência HSDPA 3G
Regiões*
BrasilTelecom (Oi)
2100Mhz
Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Campo Grande, Goiânia, Brasília, Cuiabá, Palmas, Porto Velho e Rio Branco. Consulte
Claro
850Mhz
Brasília, Fortaleza, Recife, Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro (inclui Macaé), Florianópolis
CTBC
850Mhz
Uberaba, Uberlândia e Franca.
Oi
2100Mhz
Telemig (Vivo)
2100Mhz
Belo Horizonte
Tim
850Mhz e 2100Mhz - Consulte
Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Recife, Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro.
Vivo
N/A
Indisponível: apenas para CDMA EVDO 3G
*Consulte o site das operadoras para informações atualizadas